Pense nisso:

Estranho é igual sabonete: quanto mais você usa, menor ele fica.


quarta-feira, 14 de abril de 2010

Verb Patterns - Anyone

Se você estuda ou estudou inglês, eu tenho certeza que você já passou por isto. Você ouve ou lê uma frase e pensa assim: "Caracas! Eu jamais diria essa frase desse jeito!"
Isso é por que você é falante nativo de uma outra língua que não o inglês. Cada língua tem sua particularidade em relação a como as estruturas são formadas, como as frases são construídas. E você se torna realmente fluente em uma língua, quando tem um bom arsenal de frases prontas na cabeça. As pessoas costumam dizer que pra saber uma língua tem que ter vocabulário, tem que saber o que as palavras significam. Isso ajuda, obviamente. Mas a palavra sem contexto não diz nada.
Te provo isso com uma pergunta: você alguma vez na vida já disse ou escreveu uma frase na sua língua nativa totalmente original? Já criou uma frase que ninguém tinha usado antes?
Olha, se você não é o João Guimarães Rosa, a sua resposta certamente será não. Isso por que a gente aprende a falar imitando o que a gente ouve a nossa volta. Com a nossa língua mãe, isso acontece quando a gente é bem pequeno. Você começa a entender alguma coisa já na barriga da sua mãe (só reconhece o tom de voz nessa época). Depois, com dois ou três começa a falar tudo o que ouve. Nessa época a mãe fica tentando controlar o que a criança ouve, por que sabe que o moleque vai repetir depois.
Então, quando você se deparar com uma frase dessas, que faz você parar para pensar, quando você se surpreender com alguma estrutura, levante as mãos para o céu e agradeça: você está sendo apresentado a uma oportunidade de aprendizado única.
E como lidar com essas frases. Bom, só de você parar para pensar na frase já é um começo. Mas eu não escreveria este texto comprido só pra dizer isso, né?
Faça assim, perceba o padrão apresentado pela estrutura e depois tente criar uma frase partindo daquele padrão. Vou usar uma estrutura que a galera costuma achar estranha pra exemplificar.

Como você traduziria a seguinte frase para o inglês?
"Eu quero que você limpe seu quarto."

resposta: "I want you to clean your room."
Então, olha pra frase de novo e percebe como o verbo se relaciona com as outras palavras, formando uma estrutura mais ou menos fixa.

I want you to clean your room.
o padrão aqui é:
want s.o. to do s.th.
[s.o. = someone (alguém), s.th. = something (alguma coisa, do s.th. = fazer alguma coisa)]

Daí a gente pode tentar criar outras frases.
"Você quer que eu faça seu dever de casa?"
"Do you want me to do your homework?"

"Eu quero que ela me ligue."
"I want her to call me."

Vamos tentar com outra estrutura.
"Posso te fazer uma pergunta?"
"Can I ask you a question?"

Achou o padrão?
ask s.o. s.th
Perceba que, nessa estrutura, o verbo ask significa perguntar ou fazer uma pergunta. Isso reforça o que eu disse antes, a palavra só tem sentido dentro de uma frase, dentro de um contexto. Veja.
"Vou pedir dinheiro pro meu pai."
"I'm gonna ask my dad for some money."

Achou o padrão?
ask s.o. for s.th.
E olha aí! Nesse caso o verbo ask quer dizer pedir.
Esse último exemplo é muito bom também pra você perceber como às vezes, de uma língua pra outra, a ordem muda. Ao invés de "chutar" como a coisa funciona, esteja atento aos exemplos e imite-os nas suas frases.

Vamos pra outra.
"Vou comprar um presente pra minha mulher."
"I'm going to buy my wife a present."
buy s.o. s.th.
Pra essa frase, você também poderia dizer...
"I'm going to buy a present for my wife."
buy s.th. for s.o.
Mas a primeira é bem mais comum.

E essa?
"Eu vou comprar pra ela."
"I'm going to buy it for her.
buy it for s.o.
Em inglês, não se omitem termos com a mesma frequência que o fazemos em português.

Agora, cê não tava achando que eu ia colocar toda combinação possível aqui, né? Tô passando a batata pra você. Comece a fazer isso com as frases com a qual você encontrar por aí, na sua aula, no seu trabalho, no seu reader, em um filme...

Have fun!

3 comentários: